El Calafate - 6o dia

Como desistimos do minitrekking e as agências já estavam fechando, deixamos para o 6º dia a escolha dos passeios. Decidimos seguir uma dica já bem conhecida, mas que sempre funciona: ir ao local de informações turísticas.

Primeiro tomamos café no hotel mesmo, e aliás, gostamos muito do café da manhã, bem completo. Tinha salada de frutas, cereal, leite, café, iogurte, suco de laranja, chá, pão-de-forma, torradinha, além de geléia, manteiga, doce de leite, etc. Além disso, a funcionária da cozinha era bem atenciosa.




Depois de comer muito, fomos até o terminal de ônibus, pois lá havia um posto de informação turística. Fomos bem atendidos, a funcionária nos deu o mapa da cidade, explicou vários passeios e nos deu vários folhetos, alguns já com preços. Com a informação na mão, nos sentamos para ver o que iríamos fazer. Conversa vai, conversa vem, decidimos fazer dois passeios: o safari náutico e a Estancia Cristina. Nas próximas postagens vocês verão melhor quais são esses passeios.

Fechamos primeiro o passeio da Estancia Cristina, na agência Viva Patagônia, para o domingo. O passeio tinha três opções: o clássico, o discovery e o trekking. Todos os passeios tinham em comum o barco que levava até o glaciar Upsala e depois até a Estância Cristina (que juram que não tem nada a ver com a presidente). A diferença consiste nos tipos de passeios a se realizar uma vez que se chega na estância. O clássico consistia em fazer uma caminhada até uma cachoeira e custava 580 pesos cada.  O Discovery tinha um passeio de 4x4 até o mirante Upsala e custava 780 por pessoa. E o trekking tinha o 4x4 até o mirante, mas a volta é feita a pé e custava 1170 pesos por pessoa. Optamos e fechamos o passeio classic.

O outro passeio marcado para o dia seguinte é o do Safari Náutico. Um ônibus passa para buscar os turistas no hotel e leva até o porto do parque Nacional. De lá, pegamos uma embarcação para se aproximar do glaciar Perito Moreno e depois voltamos para o porto onde o ônibus nos espera para levar-nos até as passarelas com o objetivo de avistar o mesmo glaciar só que de outro ângulo. Esse passeio fechamos com a agência Mundo Austral e saiu 300 pesos para cada.

Esses fomos os dois passeios que escolhemos fazer pois eram os que cabiam tanto no tempo como no bolso. Mas há muitas outras opções de passeios para todos os gostos e finanças. É bom pesquisar antes para chegar lá já com uma idéia do que quer fazer e de preferência reservar pela internet um passeio, pelo menos, para o primeiro dia.

Depois de agilizada essa parte, decidimos conhecer o Glaciarium, uma espécie de museu do Gelo. Para chegar até lá, há um transporte gratuito que sai, cada hora, do estacionamento da secretaría de turismo (entre a rua principal e a 1o de mayo). Fomos lá, ficamos esperando até que apareceu uma van toda adesivada com tema do Glaciarium. Em uns 20 minutos, chegamos até o museu, que fica já na saida da cidade, na estrada que vai para o parque nacional.

Recomendo muito o museu. Custou 280 pesos para os dois, mas vale muito a pena. Lá você pode ter uma noção tanto da história da cidade como dos temas geológicos da região. De modo bem interativo você aprende um pouco sobre a formação dos glaciais, dos tipos de neve e de temas como a era glacial. Também não se pode perder o vídeo em 3D que fala bastante sobre as mudanças climáticas da Terra desde sua formação. Óbvio que lendo assim você deve estar pensando: "Aham, ana. Claro. Muiiiitooo interessante ficar vendo sobre gelo", mas não se iluda é bem interativo e ilustrativo. Dá pra aprender e se divertir. Depois é só pegar a van de volta para a cidade!



A vista do local também é ótima! Vemos ao fundo o lago Argentino.




Voltamos com uma fome!!! Começamos a procurar um lugar diferente para comer e que não fosse arrancar nosso dinheiro. Fomos andando pela rua principal e lá no finalzinho, quando já não havia esperanças, encontramos um restaurante super "buena onda" (como dizem por aqui), estilinho cool. Entramos e nos surpreendemos. Comemos cada um um crepe bem gostoso. E um precinho bacana também. Super recomendo o Viva la Pepa!



Depois, voltamos para o hotel para descansar porque no dia seguinte acordaríamos cedo para o passeio.

Besos!







Veja também:




NOSSOS PARCEIROS:


Seguidores:


Estoque de fotos


Stock Photos & Images

Postagens mais visitadas